Uma grande visão sem grandes pessoas é irrelevante.

Uma grande visão sem grandes pessoas é irrelevante.

Você já ouviu falar da velha máxima em que “as pessoas são o seu ativo mais importante”? Pois é, ela está completamente errada, as pessoas não são o seu ativo mais importante; as pessoas certas é que são.

A transformação de uma empresa boa para uma excelente possui um ponto chave que vêm antes da visão, antes da estratégia, antes da estrutura organizacional, antes das táticas estabelecidas. O ponto chave é a questão relativa a “quem”.

Observei ao longo do tempo, assessorando empresas boas, empresários que mantinham a esperança que colaboradores medianos trouxessem resultados excelentes.

Para transformar uma empresa boa em uma excelente você precisa decidir “quem” antes e depois “o quê”. Coloque as pessoas certas dentro da sua empresa (e as erradas fora dela) antes de decidir qual rumo você vai tomar.

Três razões básicas que motivam essa decisão.

Primeiramente, se você está transformando uma empresa e depois de um certo caminho percorrido resolve mudar o rumo que estava tomando, as pessoas certas o acompanharão, pois o motivo delas estarem ali são pelas pessoas em volta dela, ao contrário das que estão motivadas pelo rumo que a empresa iria percorrer.

O segundo motivo é que a preocupação em motivar e engajar as pessoas deixarão de existir, se você possui as pessoas certas no barco elas se automotivarão, pelo característica interior que elas possuem em produzir melhores resultados e da vontade de construir algo grande.

Por último, se você possui as pessoas erradas no barco, não importa se você tomou a direção certa, você nunca terá uma empresa excelente, pelo simples fato que pessoas que não são excelentes não produzem resultados excelentes. Se você ainda não viu, recomendo a leitura do post “o bom é inimigo do ótimo” para reforçar essa conclusão.

Ter as pessoas certas é base necessária para transformar um empresa em excelente. Ao montar uma equipe executiva superior você coloca elas em cada lugar e depois descobre o caminho que vai tomar.

As empresas que não conseguem fazer essa transformação podem até possuir um líder genial que estabelece a visão e indica o rumo que vai ser tocado, que contrata centenas de auxiliares altamente capacitados para concretizar essa visão, mas isso não funciona, uma hora o líder genial se afasta e os seus auxiliares ficam perdidos, não possuem as experiência e a destreza necessária para gerenciar e tocar a visão adiante.

Remuneração

As remunerações são incentivos importantes, mas o que realmente importa é o motivo que você paga os seus funcionários.

O objetivo da remuneração não deve ser conseguir os comportamentos que você deseja das pessoas erradas, você não vai conseguir transformar um colaborador mediano em um melhor através da remuneração. O objetivo real da remuneração é trazer as pessoas certas próximo a você, utilizar a remuneração para atrair as pessoas excelentes a sua empresa e mantê-las nela.

O rigor

Ser rigoroso é uma característica necessária para transformar sua empresa. Tempos difíceis vão surgir ao percorrer o caminho da transformação, você terá que aplicar de forma coerente padrões precisos em todos os momentos e em todos os níveis de gestão.

Para ser rigoroso você vai ter três regras a serem seguidas:

1 | Na dúvida não contrate.

A habilidade de conseguir manter as pessoas certas em números suficiente é essencial e extremamente difícil, você precisará contrata-las de acordo com o crescimento da sua empresa.

Encontrar as pessoas certas não é uma tarefa fácil, vai ser cansativo e custoso, se na hora da contratação surgir dúvidas quanto a pessoa não contrate, continue procurando.

2 | Ação.

Se você sentir a necessidade de controlar um pessoa aja. As melhores pessoas não precisam ser controladas ou gerenciadas. Ao se deparar com pessoas problemáticas você pode perder tempo e energia que estão sendo desviadas a essa pessoa, energia que poderia estar sendo gasta em funções mais importantes se você possuísse a pessoa certa no lugar da problemática.

3 | Onde colocar as melhores pessoas?

Um dos maiores erros que vi na distribuição de atribuições são os líderes que acham que vão corrigir segmentos problemáticos com seus melhores funcionários. Você deve incluir suas melhores pessoas nas melhores oportunidades, não desperdice o potencial dos seus melhores colaboradores.

Os seus setores problemáticos devem ser resolvidos de outra maneira, você precisa identificar as suas necessidades e planejar como vão ser sanadas, você não vai conseguir resolve-las desperdiçando os seus talentos.

O fato de alguém ser a pessoa certa tem mais a ver com os traços interiores de caráter e talentos inatos do que com conhecimento, bagagem ou habilidades específicas.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *